A era dos Hubs de Cultura Digital chegou

Josu� de Menezes      sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

O modelo de agência tradicional irá perder espaço para os Hubs de inovação, coletivos que, além de atender as demandas dos clientes, promovem o engajamento em torno da marca, potencializando redes com foco em resultados.

A figura do atendimento continuará a existir, assim como todos os ritos das propostas com plano de trabalho.

A diferença será como a agência está articulada como Hub, na qualidade de central de conexões para atender os Jobs.

O que estamos falando é de uma nova cultura de produção, de uma nova visão de planejamento e gestão de campanhas para os negócios que buscam construir posicionamento  frente aos cenários da Nova Economia.

Pedir três orçamentos para as agências faz sentido para compor um mosáico de abordagens.

No entanto, o modelo das agências convencionais não faz mais sentido se o briefing considerar todo o espéctro que as plataformas digitais oferecem.

Haja vista que as estratégias de cada plataforma exige uma visão de planejamento e medições em tempo real, além do monitoramento e ajustes das narrativas.

Esta é a visão de uma tendência que é embasada neste post.

Ambiente das empresas que vivem a inovação e negócios

 

Deixe o seu email e entenda o hub Mercados do Futuro

O primeiro ponto a ser observado é que as plataformas digitais estão disponíveis como recursos baratos.

O desafio é saber utilizá-las de forma correta, dentro de um plano de relacionamento.

O segundo ponto é que existe a necessidade de apropriar-se dos recursos disponíveis de forma estratégica.

Isso significa simplesmente saber usar os recursos com uma narrativa que faça sentido. Eis aí o "pulo do gato": construir a narrativa.

O terceiro ponto é definir um plano de comunicação orgânico.

Traduzindo em miúdos: construir a narrativa como um exercício de aprendizado constante, valorizando o diálogo e o retorno das pessoas na interação.

Esses três pontos são premissas essenciais. Fazem sentido para você?

Pois bem, estamos falando muito mais de uma mudança de paradígma que impacta na cultura dos negócios.

O fluxo da comunicação digital responde por motivações estéticas e coerência na construção da marca.

E o quarto ponto a ser observado é o foco em resultados. A clareza dos objetivos deve ser total. Na Internet o foco é de "laser".

O cenário tem que ser desenhado com precisão.

E quando falamos de cenário, esse ponto também requer um estudo dos concorrentes.

Eis aí a fase mais importante, a chave do sucesso: planejamento.

E como deve ser esse planejamento?

Planejamento e Gestão da Inovação

O planejamento de uma comunicação eficiente é viva, pulsa e ganha forma. Mas tem um detalhe importante: na era digital, o planejamento e a ação são elementos integrados.

Outro ponto relevante: as respostas não são mais encontradas na reflexão solitária das salas confortáveis com ar condicionado.

As respostas são encontradas, ou melhor, se apresentam numa dinâmica que privilegia a interação do olho no olho, a observação, o estudo do comportamento e no olhar que busca entender a lógica da Nova Economia.

A vantagem é que existem ferramentas que favorecem a gestão desses elementos.

O ambiente de planejamento é orgânico. As oficinas de cocriação são bem vindas.

Não tenha dúvida que abrir espaço para trabalhar a gestão da inovação dentro de um ambiente de planejamento integrado com um plano de produção é o maior desafio.

E foi justamente frente a este desafio que estruturamos o Hub de Cultura Digital Mercados do Futuro.

Desenvolvemos um modelo de gestão compartilhado que nos permite integrar profissionais em torno de Jobs e dar as respostas precisas para implementar essa cultura organizacional. A empresa passa a ser uma célula de inovação.

O método LAB Mercados do Futuro mapea os fluxos dentro de um plano que busca resultados de vendas e expansão de negócios.

 

Gestão da Inovação

Repito, o maior gargalo é mudar a cultura das empresas, o jeito de lidar com o tempo.

Mas finalmente chegamos no ponto de inflexão. Este tema passa a ser questão de sobrevivência.

As portas começam a se abrir para o novo.

Criar um ambiente que inspira a busca de soluções rápidas é o quinto ponto a ser trabalhado.

O sexto é valorizar as articulações para alcançar metas.

Esta dimensão não é digital, mas este elemento é um dos componentes mais importantes em um plano de expansão para que os projetos sejam acelerados e ganhem escala de forma sustentável.

O conjutno destas premissas tem a ver com a visão da cultura digital, com o uso estratégico das plataformas digitais integrado com o espírito das marcas.

Aviso aos navegantes: quando a modelagem de um projduto é realizada de forma colaborativa, o modelo de negócios é sujeito a passar por constantes revisões.

E o sétimo ponto diz respeito com oposicionamento do produto ou serviço para motivar o diálogo com os públicos de interesse de forma interativa, validando as estratégias digitais.

Esta é a dimensão do relacionamento, ou melhor, do marketing de relacionamento.

Essa é a visão do método LAB Mercados do Futuro.

Tecnicamente, uma das ferramentas de gestão mais importantes é a  gestão do escopo de um projeto.

Esa ferramenta não engessa os processos de desenvolvimento. Trata-se de um recurso que atende a dinâmica de produções de forma integrada.

O escopo passa a ser um memorando de entendimento. E os aspectos sigilogos são definidos com claresa.

 

 

Oficina de Cocriação

Levar o ambiente do hub para dentro do negócio é um dos segredos do LAB Mercados do Futuro.

O laboratório é vivenciado e a página de aceleração é trabalhada colaborativamente numa ação dinâmica de relacionamento com metas e cenários.

Alguns pontos são trabalhados nas oficinas: a produção de vídeos e fotos, a interatividade ativa com redes e as estratégias de engajamento de todos os colaboradores e convidados para a oficina de cocriação.

Ferramentas, estratégias, gestão e técnicas de marketing de relacionamento são trabalhadas de forma integrada.

 

Comentários

Jornalismo Digital na Nova Economia

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Seu Plano de Carreira e de Negócios na Nova Economia

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

10 Dicas prá ativar grupos no Facebook

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Empreendedorismo prá mudar o Mundo

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Grupo Mercados do Futuro no WhatsApp

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Tecnologia para o bem incomoda muita gente

quarta-feira, 2 de março de 2016

Analista de Inovação: profissão do futuro

domingo, 13 de março de 2016

Lab Mercados do Futuro na Razão Humana

sexta-feira, 22 de abril de 2016

space

 

Top News

Jornalismo Digital na Nova Economia

Quem pensa que o Jornalismo está em baixa, no mínimo, está mal informado. Na Nova Economia esta é uma das profissões mais promissoras. Claro que o mercado editorial impresso ainda tem fôlego, mas o jornalismo digital é a bola da vez. Saiba por que

Josué de Menezes quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

    Leia mais

Seu Plano de Carreira e de Negócios na Nova Economia

O desenho de um plano de carreira na Nova Economia exige muito mais do que ser um profissional altamente especializado. O posicionamento estratégico da sua marca pessoal é um elemento chave para gerar novos negócios e expandir os negócios.

Josué de Menezes quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

    Leia mais

10 Dicas prá ativar grupos no Facebook

Não basta apenas abrir um grupo no Facebook. O importante é mante-lo ativo, vibrante e fazer pulsar conteúdos que somam com a comunidade. Mas para isso temos que ter um contexto real, propostas de valor realmente interessantes.

Josué de Menezes segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

    Leia mais

Inovação e Resultados para Micro e Pequenas Empresas

Chegou a vez das Pequenas e Micro Empresas ativarem suas redes de forma criativa e com foco em resultados. O CTI lança programa de dinamização de ecossistemas de inovação para este segmento. O projeto visa resultados efetivos em faturamento. O desafio é r

Josué de Menezes sábado, 2 de janeiro de 2016

    Leia mais

Empreendedorismo prá mudar o Mundo

Viking Network é um movimento de empreendedores dispostos a somar forças. Empresários de todos os setores criam redes de relacionamento para inspirar a capacitação e a geração de negócios. Paulo Milreu, idealizador do Viking aposta no interior paulista.

Josu� de Menezes sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

    Leia mais

Aplicativo de Caronas estimula Economia Colaborativa

Quando falamos em Economia Colaborativa ou em Economia Criativa, estamos nos referindo a laços de compartilhamento, diálogo e interações. As caronas tem o poder de estimular a aproximação, o convívio amigo. Eis aí uma estratégia para ativar redes.

Josué de Menezes domingo, 31 de janeiro de 2016

    Leia mais

Grupo Mercados do Futuro no WhatsApp

O Grupo Mercados do Futuro estará ativando a Aceleradora Empreendedorismo do Bem, que tem como proposta capacitar pessoas interessadas em fomentar a Nova Economia em suas cidades. Oferecemos aplicativos e soluções para Cidades Criativas e Inovadoras. Opor

Josu� de Menezes sábado, 27 de fevereiro de 2016

    Leia mais

Tecnologia para o bem incomoda muita gente

Saiba por que o bem incomoda muita gente. Serviços mais baratos, rápidos, eficientes e melhores, que solucionam, de fato, os problemas das pessoas, passam a ser um problema para o "Estado".

Josu� de Menezes quarta-feira, 2 de março de 2016

    Leia mais

Analista de Inovação: profissão do futuro

Você é o que compartilha: este é o mantra da Nova Web. Fomentar a economia criativa, a nova economia e a cultura digital em rede são algumas das atribuições deste novo profissional que acreditamos ser uma peça fundamental para levantar o Brasil.

Josu� de Menezes domingo, 13 de março de 2016

    Leia mais

Lab Mercados do Futuro na Razão Humana

Os Lab Mercados do Futuro são encontros de networking onde empreendedores se encontram prá pensar a inovação, em como transformar este valor em mais vendas, mais oportunidades de negócios e expansão das suas empresas, serviços e produtos com a visão da No

Josu� de Menezes sexta-feira, 22 de abril de 2016

    Leia mais

Videos

Empreendedorismo do Bem

Aceleradora de Projetos - Hub de Cultura Digital

Jornalismo Digital

A nova visão do Jornalismo Digital em Rede

Banco de Favores

Empreendedorismo do Bem e Economia Colaborativa

Futurologia

Enxergar além é uma necessidade

Josué de Menezes é jornalista e consultor de marketing digital. Gestor da Aceleradora Mercados do Futuro